quinta-feira, 12 de maio de 2016

Análise completa | Novidades Pokémon Sun & Moon

Boas treinadores, 

Neste artigo vamos tentar analisar todos os pequenos pormenores que podem ter passado despercebidos entre as notícias de Pokémon Sun e Moon. A promessa de Junichi Masuda foi cumprida e o que nos chegou através do YouTube da Pokémon Company foi um generoso manancial de informação, sobretudo visual.

Entre muitos outros pormenores, destacam-se três spotlights essenciais: a revelação de uma nova região baseada no arquipélago havaiano, Alola, e a revelação das formas básicas dos três Pokémon iniciais da região, assim como os dois Pokémon lendários 'mascote' de cada versão.

Assim passamos ao desafio, a duas mãos, de desconstruir tudo o que nos chegou em termos de novidades, com particular ênfase nos três elementos acima mencionados que foram alvo de maior destaque.

Em primeiro lugar, vamos falar sobre a footage dos vídeos introdutórios, aproveitem para ver ou revê-los aqui.



Presumivelmente no inicio da aventura, o protagonista recebe uma videochamada deste sujeito (professor Pokémon?) para ir buscar o Pokémon inicial e o Pokédex.


Tal como em Pokémon X e Y, é-nos dada a opção de tonalidade de pele/cor dos olhos.
Desta vez com uma tonalidade extra ainda mais escura, o que é apropriado dada a inspiração havaiana da região.



Ainda em casa, o protagonista conhece o tal sujeito.
Reparem nas caixas, é indiciado que o nosso personagem acabou de chegar à região.



De volta ao quarto, o nosso protagonista equipa-se para a aventura, tal como em Pokémon X e Y.



Ainda em casa, vemos a mãe do nosso personagem (que é estranhamente semelhante à Shauna) e um Meowth doméstico (aparentemente pequeno mas é de salientar que as proporções de humanos e Pokémon mudaram em relação à tridimensionalidade de XY e ORAS).



Finalmente na rua, Kukui dá-nos as boas vindas a Alola. 
"Cousin" não indica que ele seja primo do protagonista, é apenas uma saudação comum no Havai.



A nossa mãe fica a ver-nos partir em aventura, como de costume, apenas não nos despedimos dela na cozinha/sala comum. Vinte anos volvidos e a tradição permanece.



O nosso protagonista dirigindo-se para o laboratório Pokémon.



Repararam nas pedras pintadas/gravadas de inspiração polinésia? São semelhantes ao Strange Souvenir queo jogador recebe em Kalos.


Aqui está ele, relembrando-nos que esta região é bastante longínqua de Kalos. Mas isto não significa que não possam estar interligadas.



Chegamos à aldeia, isolada nas montanhas, onde se encontra o laboratório Pokémon regional, centro de investigação do Professor Hala (edifício em segundo plano, à esquerda).



Ao atravessar o palco central, pode-se observar a entrada de uma floresta (muito provavelmente a floresta inicial à semelhança de Viridian, Petalburg e outras) a norte.

Nota relativamente a este palco de madeira. Em Pokémon Ranger: Guardian Signs, jogo spin-off para a Nintendo DS, temos uma visão de um palco semelhante, numa região também ela tropical e de inspiração havaiana. Coincidência?





Parece que o Kukui é somente um ajudante, este é o verdadeiro professor.
Vamos finalmente receber o Pokémon inicial.



Este rapaz deve ser o nosso rival, e reparem nas semelhanças com Sawyer/Shota de Pokémon XYZ. Aparenta ser um rapaz/rapariga (dependendo da escolha de género do jogador) bem-disposto mas será o único rival ou haverá um grupo de amigos tal como em Kalos?



É possível observar novamente a entrada para a floresta inicial. Tem mais duas "pedras pintadas".



Rowlet diz "Koo" tal como qualquer coruja que se preze...
A primeira opção de escolha é, seguindo a tradição, o inicial de Erva, representado pelo altamente adaptável Pokémon Grass Quill, Rowlet. Este Pokémon consegue voar silenciosamente pelos céus, aproximando-se do seu adversário sem ser detetado. Pode atacar os seus adversários utilizando pontapés poderosos e ainda atacar à distância com folhas extremamente afiadas, integradas nas suas penas. O Rowlet observa o ambiente que o rodeia, rodando o seu pescoço quase 180 graus, de frente para trás, para poder ver o que se encontra mesmo atrás de si. Nas batalhas, o Rowlet roda a cabeça para olhar para o seu Treinador enquanto aguarda instruções.



...e Litten diz "Mrowr" como todos os gatos...
Fogo é representado pelo calmo Pokémon Fire Cat, Litten e é a segunda escolha para primeiro Pokémon parceiro. O pelo do Litten é rico em óleos e altamente inflamável. Penteia-se constantemente, lambendo o seu próprio pelo que utiliza para fazer bolas. Em seguida, incendeia estas bolas de pelo para lançar ataques com bolas de fogo. Quando Litten muda de pelo, todo o seu pelo antigo arde num fogo glorioso.



...mas Popplio diz "Bwark"? Será que este leão-marinho é parcialmente cão? 
Bom, costuma dizer-seque estes mamíferos aquáticos são os "cães do mar", portanto talvez faça sentido.

 
Por último, para os adeptos da água, a terceira opção é o acrobático Pokémon Sea Lion, Popplio. O Popplio consegue fazer balões de água proveniente do seu nariz e utiliza-os para criar vários ataques e estratégias diferentes nas batalhas. Este Pokémon desloca-se melhor na água do que em terra e consegue nadar a uma velocidade superior a 40 km/h. Em terra, utiliza a elasticidade dos seus balões para executar manobras e saltos acrobáticos.



Aqui podemos observar o nome do Professor Hala.
Para não variar, o nome do professor é uma planta da região.


O protagonista recebe o Pokémon nos braços, momento cute.



O treinador agora permanece em campo em algumas circunstâncias de batalha e neste caso o Rowlet roda a cabeça para o ouvir melhor, o que é simultâneamente prático e... perturbador.


Reparem como já não existem aqueles estranhos círculos no chão em torno do Pokémon. Treinador e Pokémon estão plenamente integrados no ambiente que os rodeia, seja qual for a perspectiva da câmara de batalha, o mesmo acontecendo com treinador e Pokémon adversário. Destaca-se uma maoor diversidade de ângulos de câmara, o que contribui bastante para a imersão e dinâmica das batalhas.



Rowlet tem um novo signature move chamado Leafage, que consiste em atirar penas-folhas ao adversário.



Litten lambendo o pelo, que é inflamável.


É possível observar também o adversário em campo do lado oposto.
No entanto, foi apenas nesta batalha especifica, talvez esteja limitado a treinadores importantes (como o rival).



Popplio exibindo-se, como um artista de circo.



Popplio e Litten não têm signature moves quando começam, apenas Water Gun e Ember respectivamente. Talvez os recebam mais tarde.



Chegando á maior cidade da ilha, é possível ver um porto à esquerda da imagem.



Os NPCs viram o corpo quando passas por eles, uma feature que anteriormente apenas tinha sido ligeiramente aplicada aos treinadores. E será que voltou o sistema de táxis de Pokémon X e Y?



Este é a única imagem que temos da protagonista por enquanto, e também do ambiente nocturno.




Esta é a região de Alola!
Não se enganem pelo aspecto pequeno, deve ser somente uma das várias ilhas a que podes viajar.


Depois de termos visto algumas imagens, é possível observar:
  • A casa do protagonista, ou seja, a tua (a azul, pouco acima da casa na praia mais à direita);
  • Um vulcão adormecido;
  • Algumas zonas de água com pequenas ilhas, delimitadas por rochas;
  • Três Pokémon Center pelo menos;
  • Possivelmente um Pokémon Mart;
  • Um porto, para viajar para outras ilhas;
  • O laboratório Pokémon e a praceta em que recebes o Pokémon inicial;
  • A entrada de uma gruta;
  • Um cascata;
  • Uma floresta na montanha;



Analisando o mapa do arquipélago havaiano, parece que começamos na ilha correspondente a Oahu, perceptível pela comparação da ilha com a que se apresenta na arte do jogo e de pormenores geográficos que nela se podem identificar como, por exemplo, o porto correspondente a Pearl Harbor em Pearl City, perto da cidade de Honolulu, capital do estado. Pode haver um ginásio em cada uma das ilhas mais pequenas, com a ilha Hawaii a ter espaço para vários.

O que é certo é que, muito provavelmente, será permitido ao jogador circular entre várias ilhas, não se sabendo para já se a região de Alola conta também com oito ilhas como o arquipélago que lhe serve de inspiração. Honolulu e Oahu servem assim como inspiração para a cidade e ilha inicial, respectivamente, o que não deixa de ser estranho dado que a capital havaiana é também ela a maior cidade do arquipélago e a escala que o mapa deixa antever não é, de facto, a de uma big city como Lumiose em Kalos ou Castelia em Unova, nem tão pouco é regra começar a jornada numa grande cidade. Parece que Honolulu não será a base da grande cidade regional, isto se existir de todo.



De qualquer forma não restam dúvidas de que a ilha de Oahu, numa projecção realista do jogo para o arquipélago havaiano, é onde tudo começa, sendo que alguns locais da primeira ilha de Alola remetem de imediato para localizações da ilha bem evidentes.

Entre outros elementos, eis o que podemos apontar com absoluta certeza:

  • Pearl City/Harbor e Honolulu - a zona citadina e portuária da ilha; 



-
  • Diamond Head - a cratera vulcânica ao sul da ilha (Pearl, Diamond... ok.)




-
  • Magic Island e praia de Ala Moana - na baía de recife a sul da ilha;

 

-
  • Waimea Falls (Waimea Valley) - Quase imperceptível mas a localização da cascata não deixa espaço para dúvidas



-
  • Chinaman's Hat - rochedo isolado numa baía na costa este da ilha;
Em alernativa, poderá representar a Rabbit Island e praia de Waimanalo, também em Oahu,  sendo que esta localização foi partilhada pela Pokémon no seu Twitter, numa foto promocional ao peluche do Beach Walk Pikachu que serviu como um 'piscar de olho' à próxima região da série principal;



Chinaman's Hat
Praia de Waimanalo. Em último plano, à esquerda, Rabbit Island.



Imagem promocional do Beach Walk Pikachu, fotografado na praia de Waimanalo (via Twitter).
-
  • Gruta/Ruínas a norte - esta estrutura na costa nordeste da ilha é de difícil identificação por aparentemente ser original, ou seja, não ser baseada num monumento concreto, seja artificial como natural. Parece no entanto ser fiel à morfologia bastante acidentada nesta zona da ilha de Oahu;


- - -


O nome especulado do lendário de Pokémon Sun é Solgaleo.

Aqui podemos vê-lo numas ruínas (outra tradição no que toca à localização de lendários) com os símbolos solar e lunar representativos das versões Sun e Moon



Uma imagem mais próxima do focinho de Solgaleo.



O símbolo de Sun que tem no topo da cabeça apenas é activado ao atacar?



O nome especulado do lendário de Pokémon Moon é Lunaala.
Aqui podemos vê-lo no meio de umas ruínas com os símbolos de Sun e Moon (em ordem inversa aos das outras ruínas).



Lunaala a executar o seu signature move, em que todo o corpo fica da forma do símbolo da versão Moon.

- - -

Agora, falemos um pouco da nossa opinião sobre os novos Pokémon.





Daniel 'Nuzlocker' Carrilho: Tenho que dizer que gostei desta coruja. É cute, tem um typing novo dentro dos starters, e um signature move logo a nível 5! Como não gostar?

Claro que dificilmente vai ser tão cute nas próximas evoluções, possivelmente seguindo o caminho do Noctowl. O laçarote de folhas, e atirar penas-folhas como os atiradores de facas dos circos indicam que pode haver um padrão circense comum aos três Pokémon iniciais de Alola.


Exemplo de atirador de facas circense 
João 'Pliskin' Frias: Opiniões são opiniões mas parece ser unânime que esta pequena bola de penas arrecada o título de "inicial mais cute". Uma coisa é certa, a internet já o adora e a pequena coruja parece granjear uma popularidade fora do comum para a tipologia de inicial que representa. Em termos de dupla tipologia, ser voador é de facto uma adição interessante para a escolha inicial nem que seja por nos poupar à captura do 'tradicional' Pokémon-pássaro regional, desde logo para efeitos de vôo com o Fly que, de certa forma, acaba por ser o principal papel destes Pokémon voadores.

Em termos de design e hipotética evolução neste campo com as restantes formas, prevejo que a coruja de erva poderá seguir o exemplo do Piplup em Sinnoh, não só por se tratar de ave cute, arredondada e de formas simples enquanto básico mas porque mochos e corujas conseguem reunir o factor cute e badass bastante evidente, dependendo da espécie. Portanto, tal como Piplup evolui de um pinguim fofo para um majestoso (Empoleon), o mesmo poderá a vir a acontecer com Rowlet, terminando a sua cadeia evolutiva numa elegante e igualmente majestosa coruja. Não há muito por onde errar com um design baseado nestas aves de rapina nocturnas.




Daniel 'Nuzlocker' Carrilho: Também gostei do gato. A ideia de pêlo inflamável é interessante, o design simples e elegante. Por enquanto é o meu inicial favorito.

Quanto ás evoluções, quiçá Fire/Dark ou Fire/Poison? Digo isto devido ao símbolo que tem na testa, que está associado com Brimstone (Enxofre), um elemento vulcânico de cheiro intenso que é um dos constituintes da pólvora. "Fire and Brimstone" é também uma expressão que significa "fúria de Deus". O símbolo também signfica "rei" em chinês e é associado aos tigres, dando uma pista importante para as evoluções. Seguindo o tema do circo dos outros dois starters (neste caso, não tão evidente), acho que podemos ter aqui um felídeo correspondente à bola de canhão humana/fogo de artifício. O pêlo de aspecto queimado, os bigodes e a cauda em forma de rastilho todos ajudam a dar um aspecto "explosivo".

Fogo de artificio chinês no filme "Mulan"
João 'Pliskin' Frias: O representante de Fogo é, ao contrário de outros Pokémon do mesmo tipo, a antítese do que este representa: calmo e reservado ao contrário das personalidades tendencialmente mais extropectivas e outgoing dos Fire-types. Pelo menos à primeira vista. 

Sendo um gato e de fogo, reune de imediato dois factores que favorecem a sua popularidade entre os treinadores sendo que possívelmente poderá vir a reunir a tipologia Fire/Dark nas respectivas evoluções se tivermos como base uma suposição meramente estética: é preto e vermelho e as cores geralmente não enganam quando se trata de representarem tipologias. Se o vermelho representa o fogo, o pêlo negro parece ser evidente no significado. Houndoom felídeo? Pelo menos partilham as cores, veremos a seu tempo.

Em termos de design é elegante como qualquer felídeo que se preze e com uma notória influência nipónica no desenho, tendencialmente chibi, nomeadamente da cabeça e respectivas características, desde logo os olhos, para além de um belo par de farfalhudos bigodes estilizados. É interessante notar que partilha semelhanças estéticas com outros Pokémon felídeos, nomeadamente o Shinx e respectivas evoluções em pormenores de desenho como as patas listadas. Será que as listas são uma pista que sustenta a hipótese deste pequeno gato vir a evoluir para um Pokémon tigre? Ou o pêlo preto poderá aludir a uma pantera negra? Qualquer que seja a base das evoluções, ambas as espécies de big cats encaixam no background regional, ou não se tratasse de uma região tropical.

Outra dúvida pertinente: Manter-se-á quadrúpede ou tornar-se-á bípede, à semelhança de Fennekin e respectivas evoluções?




Daniel 'Nuzlocker' Carrilho: Já este, não gostei muito. O conceito de um leão-marinho do circo que faz acrobacias com balões de água até é bom, mas o design não me agrada. Espero que as evoluções o consigam redimir, como já aconteceu a outros starters.

Uma transição como a de Oshawott para Samurott seria excelente, mas não estou a ver a repetirem outro leão-marinho na forma final. Ou algo mais humanoide, ou ainda menos (como um golfinho, para manter o tema de performance aquática). Quanto a typingFairy parece-me o mais óbvio sub-tipo devido à sua graciosidade para actuações, ou talvez Psychic se enredar pela via do malabarismo.

Exemplo de performance de um leão-marinho em espéctaculos aquáticos
João 'Pliskin' Frias: Por último, Popplio, o leão-marinho acrobata. Este leão-marinho apresenta desde logo atributos interessantes na maneira como é descrito, sendo destacada a sua energia e determinação. Sendo um Pokémon acrobata, cujo estilo de combate provavelemente reflecte esta ênfase nos movimentos corporais em combate, creio que reúne as condições para vir a representar o tipo Fighting, juntamente com Water

Em termos de design, não se pode dizer que esteja a reunir popularidade (e convenhamos, o desenho é logo a primeira coisa que notamos e um factor importante para a aceitação de determinado Pokémon) embora pessoalmente não ache um falhanço neste campo. Em boa verdade, apenas acho estranho o nariz redondo saliente embora seja compreensível num Pokémon que recorre a acrobacias e equilibrismo (desde logo com a ponta do nariz) para lutar ou simplemente brincar. No entanto a fraca popularidade em relação aos outros dois parece ser evidente devido à estética goofy que lhe está associada.

No entanto, uma lição preciosa a ter em conta é "não julgar o livro pela sua capa" e disso são exemplos vários Pokémon de design duvidoso que evoluiram para designs fantásticos, redimindo-se aos olhos de muitos treinadores. Exemplo paradigmático e que no seu tempo também foi alvo de pouca popularicade devido ao seu design clownish é o Oshawott, também ele inicial e de Água. Sendo que sempre escolhi Água quando se trata da escolha inicial, eu (tal como muitos outros) levantei o sobrolho ao ver o Oshawott pela primeira vez e no entanto, ironicamente, através quer do Dewott e do Samurott, descobri aquele que, nas suas três formas, se viria a tornar o meu Pokémon inicial favorito.

Em suma, tal como o Oshawott, Popplio parece estar a atravessar uma difícil fase de aceitação devido ao seu desenho mas à semelhança do primeiro, pode tudo não passar do "efeito patinho feio" (ou deverei dizer, "Efeito Feebas"?) e este evoluir para duas formas dignas de nota pelas melhores razões, nomeadamente estéticas. Talvez desta forma o inicial de Água possa vir a contar com o amor que merece, que parece notoriamente repartido, aos olhos dos treinadores, pela coruja de Erva e pelo gato de Fogo em detrimento do leão-marinho acrobática.

- - -

Dos Pokémon iniciais passamos às cover legends de Sun & Moon:


Solgaleo
(nome especulativo)


Daniel 'Nuzlocker' Carrilho: Adorei o leão solar! Há muito que se especulava que fosse um leão, mas este conseguiu superar os fakes. Agora, qual será o seu tipo? Fire? Electric? Fairy? Uma combinação entre estes três? Ou até um novo tipo? Apenas sei que provavelmente vou optar pela versão Sun.

João 'Pliskin' Frias: Devo apontar desde já um pormenor pessoal relevante: Sun & Moon são os primeiros jogos onde ambos os lendários de capa (por outras palavras, as mascotes de cada versão) me conseguem cativar em termos e desenho, ou seja, consigo gostar de ambos sem favorecer um em particular o que é notável sendo que ambos são radicalmente diferentes, seja em desenho como simbologia. O mais perto que um consenso deste género esteve perto de acontecer foi na quinta geração com Reshiram e Zekrom e ainda assim a preferência pendeu ligeiramente para o dragão eléctrico.

Portanto temos um leão solar, Solgaleo, qual Entei abeçoado pelo do astro. A luz que representa está bem representada nos pormenores a dourado, no lustroso pelo branco e na magnífica juba desenhada de modo a que as pontas, juntamente com a cabeça, funcionem como uma alusão imediata ao astro e aos raios solares. A isto se chama design inteligente, juntar harmoniosamente duas inspirações estéticas num único elemento de forma harmoniosa, neste caso a forma característica da juba de um leão e a representação tradicional do sol. Majestoso e dominante na presença. Como tem sido tradição desde Unova no que toca aos lendários de capa  (com excepção no Xerneas), tem os olhos da cor característica  da versão oposta para efeitos de contraste. Neste caso, olhos azuis, ao passo que o morcego lunar os tem vermelhos/magenta por inversão.

Em termos de tipologia, Solgaleo é duvidoso. Se por um lado Fire é praticamente um dado adquirido ou não representasse o sol, o segundo tipo - se não for puro - é mais difícil de discernir e para já, tal como no morcego lunar, é uma suposição que tem em conta sobretudo o design de ambos e o que podemos depreender seja do que se apresenta aos olhos como das inspirações astronómicas que lhes servem de inspiração. Fire/Fighting? Fire/Steel? Fire/Fairy? Fire/Electric?

Há quem fale até de um novo tipo, Light, em contraponto a Dark. Fire/Light, sendo o "embaixador" deste novo tipo? Bem, o leão solar é 'radiante' quanto baste para nos colocar na dúvida, isso é certo.


Uma última nota para o padrão branco e dourado pouco habitual e que inevitavelmente remete para um outro Pokémon lendário, este com uma posição bastante destacada no universo Pokémon. Coincidência ou não, tendo em conta (*cof*) futuros jogos da série principal, este pormenor dá que pensar, assim como a relação astronómica de Solgaleo e Lunaala que vai para além da dimensão terrestre. Mas isso é debate e teorização para outra altura, ou seja, estou a divagar. Concentremo-nos em Alola.


- - -

Lunaala
(nome especulativo)


Daniel 'Nuzlocker' Carrilho: Também gostei do morcego lunar. A forma do corpo ser o símbolo de Moon é um óbvio paralelismo com Yveltal que tem a forma exacta do Y. Por esta razão, e pelo aspecto esquelético, aposto no tipo Ghost/Flying, não excluindo a hipótese de Fairy/Flying (devido á Lua ser um símbolo tão omnipresente nas fadas).

João 'Pliskin' Frias: Segue-se o elegante morcego lunar., Lunaala. Se o leão solar marca pela sua presença em terra, o morcego não lhe fica atrás no que toca aos céus. Mais uma vez e tal como no leão, temos a evidência de design inteligente e bem pensado na concepção do representante da versão lunar. Se no leão a juba representa o sol, no morcego são as asas que representam a lua para além da coroa lunar e da ponta da cauda deste, sendo que cada asa representa o quarto crescente e minguante, dependendo da perspectiva e quando abertas em simetria, unidas nas pontas, representam quer a lua cheia como a lua nova, dependendo se atendemos aos detalhes dourados no primeiro caso ou no  azul-arroxeado do restante corpo para o segundo. O dourado representa o brilho lunar da lua cheia (ou os raios solares no caso de Solgaleo) enquanto que o azul representa a escuridão do firmamento destacado em noites de lua nova. Interessante notar que, já que falamos de firmamento (por outras palavras, na abóboda celeste) as cabeças de ambos os lendários destacam-se por representarem isso mesmo, o firmamento com um campo de estrelas bem evidente, em mais que provável alusão ao espaço/universo em geral. Este pormenor astral e enigmático acaba por ser o elemento visual em comum mais evidente que une os dois lendários.

Mas há outro pormenor que pode escapar à primeira vista: a representação alternativa de um eclipse solar: repare-se no corpo escuro do Pokémon (a representar a lua nova) e as orlas a dourado das asas que, quando vistas em simetria, parecem representar o brilho do sol em torno da lua quando ocorre um eclipse solar. É de facto fantástico constatar estes pequenos pormenores na 'desconstrução' destes Pokémon, detalhes que no seu conjunto contribuem significativamente para a legitimidade de determinado Pokémon face às suas inspirações, o que denota desde logo um cuidado evidente com a sua criação e representação, neste caso concreto quer de Solgaleo como de Lunaala. Nota para as semelhanças notórias do morcego lunar com o representante kalosiano da versão Y, Yveltal.

Em termos de tipologia, o Lunaala não parece, à primeira vista, gerar as mesmas dúvidas que o Solgaleo apesar de não remeter de imediato para um tipo concreto como no caso de Fire com o leão. As minhas suspeitas vão para um hipotético Dark/Fairy, tendo em conta quer a escuridão da noite como o factor novidade que as fadas ainda representam e a falta de representantes mais 'obscuros' deste tipo. Ghost também é uma hipótese viável devido à representação notoriamente espectral do Pokémon ou mesmo Flying tendo em conta que, bem, tem asas e voa como qualquer morcego.

Por outro lado, o Lunaala representa a lua e o luar representa, por sua vez, luz na escuridão nocturna, portanto porque não ser Light também à semelhança do leão, tendo ambos como base as diferentes luminosidades que o Sol e a Lua irradiam? Isto partindo do pressuposto que o tipo Light será uma realidade. Veremos.


- - - 

E é tudo, por agora. Estejam atentos à próxima revista CoroCoro que está quase quase aí.

Se conseguiram encontrar mais alguma coisa que nos pode ter escapado, ou simplesmente querem dizer a vossa opinião sobre os novos jogos Pokémon, não se esqueçam de deixar comentário, aqui ou nas partilhas da publicação!

Agora que as primeiras decisões começam a ser feitas e em jeito de consulta à comunidade, estão de momento abertas mais duas sondagens aqui no PCB (ver barra lateral). Queremos saber quais as versões que vão escolher e se já optaram por um dos Pokémon iniciais ou ainda estão indecisos.

Os resultados da anterior sondagem já se encontram disponíveis. Dos oitenta votos recolhidos, 62 destes, o correspondente a 78% dos votantes, consideram que Sun & Moon integram a 7ª geração da série principal.



Autoria:

Daniel 'Nuzlocker' Carrilho e João 'Pliskin' Frias

1 comentário:

  1. Quando soube dos títulos dos jogos novos, fiz uma pesquisa rápida sobre simbologia associada a Sol e Lua. Nalgumas culturas, o Sol é simbolo de virilidade, poder, coragem e a Lua simboliza feminilidade, fertilidade, ambiguidade. Pelo que podemos ver, o Solgaleo parece incorporar bem a simbologia do Sol: nada simboliza melhor coragem e poder que um leão. O caso da Lunaala não é tão claro (na minha cabeça é uma ela), mas ela parece-me misteriosa, realmente.

    ResponderEliminar

Shaymin Pokeball