quarta-feira, 15 de junho de 2016

E3 '16 - Sessão Q&A | Pokémon GO

No seguimento das novidades de ontem relacionadas com Pokémon Sun & Moon, o segundo dia da Nintendo Treehouse Live, na vertente de Pokémon, foi dedicado a Pokémon GO, tendo sido debatidos vários aspectos do jogo numa sessão de Q&A (question & answer) que contou com a participação, entre outros intervenientes, de Tsunekazu Ishihara, Junichi Masuda, Shigeru Miyamoto e até do famoso youtuber Joshua 'JWittz' Wittenkeller e Aaron 'Cybertron' Zheng, um dos mais destacados jogadores de Pokémon VGC, ambos convidados enquanto field testers de Pokémon GO.




A sessão de debate abordou um pouco de tudo, fazendo um resumo alargado de todas a novidades que têm sido divulgadas em logo do últimos meses, colocando-as em perspectiva com particular ênfase na fase beta do jogo que já decorre em alguns países (EUA, Japão e Austrália) e na experiência, em jeito de primeiras impressões, de alguns dos intervenientes.



Dos muitos comentários que se se ouviram na Treehouse, destacam-se abaixo os mais relevantes, sendo a principal novidade do dia a divulgação da data de lançamento (estimada) de Pokémon GO e GO Plus e do preço deste último, que inclui o periférico auxiliar de localização de Pokémon, usado como pulseira.

Lançamento previsto de Pokémon GO/GO+: Finais de Julho '16

Preço: $34.99 - aprox. €31,10 | R121.69
Disponibilidade: Revendedores seleccionados (não avançados) e lojas online.


Outras informações em destaque:
  • A ênfase na PokéDex de Kanto em termos de Pokémon apresentados no material promocional de GO assim como nos vídeos de jogabilidade e beta deve-se à celebração do 20º aniversário da franquia, tendo sido avançado que há planos por parte da equipa de desenvolvimento de incluir todos os Pokémon das seis dexes (e eventualmente sete, contanto com os Pokémon de Alola) já existentes. A experiência não será, portanto, limitada aos Pokémon da região de Kanto;
  • Devido ao trabalho de proximidade entre a Niantic Inc. e a Pokémon Company, foi possível determinar o factor de raridade de todos os Pokémon e aplicá-lo em GO, ou seja, se um Pokémon é difícil de encontrar em determinado jogo da série principal, essa vertente transita para Pokémon GO de modo a manter a coerência que nos é familiar no mundo real de Pokémon GO, coerência essa que é salientada pela manutenção de atributos como a personalidade inerente a cada Pokémon;


Captura de um Abra em directo, com o smartphone de Ishihara.

  • O processo de captura de Pokémon é de particular importância em GO, sendo todo o processo devidamente afinado em benefício da imersão. Quando se selecciona uma PokéBola, inicia-se um contador em forma de círculo sobre o Pokémon em questão que vai diminuindo com o tempo, sendo que o jogador deve calcular o timing da captura de modo a que coincida com o momento em que o círculo é mais pequeno, fase em que o rácio de captura (catching rate) é maior, sendo que nesta fase que a captura tem maiores hipóteses de ser bem sucedida. O jogador recebe pontos de experiência adicionais ao recorrer a métodos diversificados de captura, como a utilização de PokéBolas diferenciadas como a Curve Ball;


Captura de um Rattata - note-se os círculos de catching rate - e o respectivo ecrã de stats.

  • O periférico de Pokémon GO Plus comunica com o smartphone e apresenta as diferentes fases do processo de captura através de luzes coloridas e vibração, permitindo a captura sem que o jogador tenha de consultar obrigatoriamente o ecrã de jogo. Esta funcionalidade extra vem de encontro a uma característica que define a filosofia por detrás dos jogos da Niantic: fazer com que o jogador observe e aprecie os locais onde joga em vez de estar constantemente a olhar para o ecrã do smartphone. O botão do periférico apresenta uma luz verde sempre que detecta um Pokémon no raio de captura do jogador. Pressionando o botão, inicia-se o processo de captura e se esta for bem sucedida, o botão apresenta uma sequência de cores. Se falhar, o botão brilha com luz vermelha;

Shigeru Miyamoto apresenta o periférico de Pokémon GO Plus. A luz vermelha indica uma captura falhada.

  • Pokémon GO terá, ao que tudo indica, conectividade com Pokémon Sun & MoonDetalhes não divulgados;
  • O processo de evolução será diferente em GO quando comparado com os jogos da série principal, pois terá como base a utilização de candies, ou seja, doces. O jogador recebe candies sempre que captura um Pokémon e poderá usá-los quer para dar power-ups a um Pokémon como para o evoluir. Cada Pokémon que o jogador captura oferece um candy dedicado. A título de exemplo, ao apanhar um Squirtle o jogador recebe um Squirtle Candy. Se apanhar 25 Squirtles o jogador acumula 25 Squirtle Candies, podendo assim evoluir Squirtle para Wartortle. O processo é aplicável a todos os Pokémon que tenham estágios evolutivos;
    • As trocas em GO não estarão disponíveis desde o lançamento mas serão desbloqueadas pouco tempo depois (período indeterminado):
    • À semelhança de Ingress, o jogo da Niantic que serve de base a Pokémon GO, há planos para a realização de grandes eventos com o objectivo de juntar muitos jogadores. A data prevista para o início destes eventos não foi divulgada;

    A norte da posição do jogador é possível identificar um ginásio, representado pelo edifício quadrangular branco.
    No topo do edifício, não visível desta perspectiva, encontra-se o símbolo dos ginásios Pokémon introduzido na 5ª geração.

    Caso não tenham tido oportunidade de ver a sessão de Pokémon GO ou queiram apenas rever para ficarem a par de todos os pormenores em discussão, aqui fica:





    E para já é tudo o que nos chegou do segundo dia da E3 '16, treinadores.
    Ainda mais ansiosos por Pokémon GO? Vão comprar Pokémon GO Plus?

    Sem comentários:

    Enviar um comentário

    Shaymin Pokeball