domingo, 21 de agosto de 2016

[PWC '16] Eduardo Cunha no TOP 4 de VGC (Masters)




TOP 4 (Meias Finais) da divisão Masters de VGC

O sonho do 'nosso' Eduardo Cunha - e da comunidade portuguesa de Pokémon - ficou pelo TOP 4 do divisão Masters de Pokémon Video game Championship, tendo perdido por 2-1 contra o americano Jonathan Evans, num renhido e intenso confronto.


Faltou muito pouco para o 'caneco' vir para Portugal - passar à final e consequentemente ao TOP 2 (ou seja, finalistas) e claro, vencer o derradeiro desafio - mas pese embora o resultado menos desejado por parte do próprio e certamente dos treinadores portugueses que o acompanharam nesta jornada competitiva na cidade californiana de São Francisco, o feito do Eduardo - o único português (portuense, mais concretamente) em jogo no formatonão é, de todo, relativizado pela sua saída precoce da recta final, sendo grandioso e histórico em todos os aspectos.

Chegou onde nenhum jogador português conseguiu chegar, sagrou-se como um dos quatro melhores jogadores de Video Game Championship do mundo e mostrou - literalmente - as cores portuguesas para todo o mundo, salientando não só a comunidade de VGC onde se insere como o potencial competitivo que nela se encontra, destacando-a nos tops de VGC do maior evento competitivo da franquia Pokémon. Representou também a For The Win eSports Club (FTW) pela respectiva divisão de Pokémon VGC.




(Devido a um problema técnico, o stream oficial da Pokémon Company foi interrompido durante o jogo do Eduardo pelo que apenas podemos, para já, partilhar filmagens retiradas do próprio evento.)

O Edu esteve com um pé no pódio mas em boa verdade, sentimos que este TOP 4 não é em nada menos meritório de uma grande ovação e, nas circunstâncias em que ocorreu, encaramos este placing como se de um pódio aumentado se tratasse. Faltaram dois passos essenciais mas haverão certamente mais hipóteses e o Eduardo, para além de talentoso, é jovem e está apenas a começar a sua caminhada entre os melhores do mundo. O convite para a edição de 2017 dos PWC já está garantido, assim como um prémio monetário no valor de $5000.


Como se costuma dizer, "para o ano há mais" e nos anos vindouros e o titulo de campeão mundial que este ano fugiu ao Eduardo pode muito bem estar apenas adiado mas com ele poderão seguir outros portugueses, em ambos os formatos. Um lugar de topo no VGC é inédito mas não é a primeira vez que Portugal se destaca nos Mundiais, tendo a honra maior recaído sobre Igor Costa, campeão mundial de Trading Card Game nos Mundiais de 2012 (Honolulu) e vice-campeão em 2014 (Washington).

Dito isto, não podemos deixar de saudar a comitiva portuguesa de TCG que este ano marcou presença em São Francisco: Igor Costa, Filipe Cardoso, João Lopes, David Ferreira, Gonçalo Ferreira, Telmo Pinto, Fábio Gomes, Miguel Vicêncio e Bernardo Mocho. O melhor placing entre os portugueses coube a Filipe Cardoso, colocado no TOP 34 da competição, na divisão Masters de TCG. Parabéns rapazes!

Em conclusão, a equipas do Poké Center Blog e da Pokémon Battle League vêm por este meio felicitar o Eduardo Cunha pela memorável prestação nos Mundiais e saudar todos os portugueses que marcaram presença este ano em São Francisco. Mais do que alcançar o lugar cimeiro, a honra de chegar aos Pokémon World Championships é fruto de intenso trabalho e dedicação ao longo do ano, de maneira que figurar entre os eleitos já diz muito sobre o 'calibre' dos jogadores em competição. Infelizmente, em ano de estreia do terceiro formato competitivo da franquia, não houve representantes portugueses nas divisões de Pokkén Tournament dos PWC mas o cenário poderá mudar em anos vindouros até porque temos consciência de que há potencial - com provas dadas - em Portugal no que toca a Treinadores de Ferrum. Temos esperanças de que o cenário mude já nos PWC '17.

Um parêntesis: No seio da nossa equipa, contamos com um elemento que está a viver a prestação do Eduardo com particular 'sentimento'. O Claúdio Serpa, para além de integrar a equipa da Pokémon Battle League/FTW, tem seguido o Edu desde há muito tempo e actuado como coach e mentor do próprio no que toca a VGC competitivo, pelo que esta menção não só reflecte o acto de louvor de uma equipa mas também o orgulho de um treinador (no sentido literal do termo) que a integra, o que muito nos honra enquanto grupo de trabalho e membros da comunidade portuguesa de Pokémon como um todo.


Parabéns Edu!




Equipa


Sem comentários:

Enviar um comentário

Shaymin Pokeball