Pokémon Evolutions – Análise Episódio 1

Img2

Boas, minha gente!

No dia 2 de Setembro, foi anunciada uma nova série animada de Pokémon, intitulada Pokémon Evolutions.

Esta série, ao estilo de Pokémon Generations que foi lançada em 2016, foca-se em momentos-chave da história de cada um dos jogos da franquia principal.

Está disponível no Youtube de forma gratuita, com novos episódios a serem lançados a cada 2 semanas.

O primeiro episódio, lançado a 9 de Setembro, tem o título “The Champion“:

O episódio começa com um Flying Taxi a levantar vôo do equivalente de Galar ao Trafalgar Square em Londres. Vemos então a linha de horizonte de Windon, completo com o Windon Eye. A alguns quarteirões dali, encontra-se o Estádio de Windon, onde vai decorrer a Final da Liga Galar, entre Leon e Victor.

É então que vemos as bancadas, a abarrotar de pessoas e Pokémon entusiasmados com a batalha que foi prometida. Podemos ver dois Pikachu com os chapéus que Victor e Gloria, os protagonistas de Sword e Shield usam. Vemos aínda alguém que se parece muito com Tobias, o malfadado treinador que levou o Pokémon Mítico Darkrai para a Liga de Sinnoh. A ação passa depois para um Centro Pokémon, onde podemos encontrar vários treinadores a seguir a batalha através da televisão.

Na mesma sequência, encontramos Leon nos balneários, pensativo.

Img1

O comentador afirma que a batalha anterior entre Leon e Victor foi interrompido, antes sequer de ter começado. Isto teve lugar no Sword e Shield, quando o Presidente Rose decidiu causar o Darkest Day, prevenindo assim o desaparecimento das Partículas de Galar, que só seria relevante no milénio seguinte.

Vemos então o que se passou no topo do Ginásio de Hammerlocke, no Darkest Day.

Leon tomou a iniciativa de parar Eternatus, mas está a revelar-se muito complicado. Já com o seu Aegislash desmaiado, Leon lança o Charizard. A sua Dynamax Band começa então a apitar, e o símbolo de Dynamax desaparece do visor, tornando assim impossível ao Campeão usar o Fenómeno Gigantamax.

De volta aos balneários, Leon levanta a sua Dynamax Band, e verifica que o símbolo voltou a estar presente.

No flashback, vemos que Hop, irmão mais novo de Leon, chega á batalha mas este manda-o parar.

Charizard acerta um Fire Blast no Eternatus, dando a Leon a oportunidade de o capturar. Leon atira a Pokébola, esta acerta no Eternatus, e começa a abanar. Qualquer treinador sabe o que isto quer dizer. Abana uma vez, abana duas vezes, abana três vezes… e rebenta. Leon ordena a Charizard que proteja Hop e Victor, que chegou entretanto, da onda de choque resultante da explosão da Pokébola, e ele próprio é atirado para trás.

Leon está nos balneários, enquanto se lembra destes eventos, com uma Ultra Ball na mão. Esta cai-lhe e abre-se, revelando Charizard como o Pokémon lá contido.

Após olhar para o seu treinador e percebero o que este sente, Charizard aproxima-se do Campeão. O Pokémon Chama olha para Leon como quem diz “Vamos dar o nosso melhor!”

Img2

Vemos então o que se passou depois da Pokébola ter rebentado. Hop e Victor combatem contra Eternatus. Após um ataque de Inteleon, Eternatus cai e a oportunidade de o capturar parece perfeita, mas Eternatus muda para a sua forma Eternamax. Ao usarem os Rusted Sword e Rusted Shield, Hop e Victor recebem o auxílio de Zacian e Zamazenta, que mudam para as suas formas Crowned. Enquanto estes Pokémon partem para o ataque, Leon está deitado, semi-consciente.

Nos balneários, Leon coloca o seu chapéu, retrocede Charizard para a Pokébola, e prepara-se para entrar no campo de batalha.

Eternatus ataca Zacian e Zamazenta, mas estes escapam-se. Zamazenta riposta com um Behemoth Bash, seguido de um Behemoth Blade da Zacian. Estes ataques acertam em Eternatus, e enfraquecem-no ao ponto de poder ser capturado. Victor atira uma PokéBola em Dynamax, que captura o Pokémon Gigante.

De volta ao campo, Leon entra e todo o estádio explode em aplausos. Podemos ver Bede e Marnie sentados a ver o combate. Por trás de Marnie, está um Polteageist a beber algo de um copo. Leon e Victor aproximam-se do centro do relvado, e o episódio termina com a sua pose habitual de Leon. “It’s champion time!

Para refletir:

Este episódio gira em torno de algo que acontece a todos: termos dúvidas em relação a nós próprios. O tema aqui pode parecer diferente, por estar a ser observado pelo prisma de Pokémon, mas é esse. Já todos tivemos dúvidas daquilo que somos capazes. Até há um nome para isso: Síndrome de Impostor.

No caso do Leon, não é tão elevado quanto o Síndrome de Impostor, mas as dúvidas começam de facto a crepitar. Ele tentou capturar o Eternatus, falhou e viu uma criança de 10 anos a ter sucesso onde ele falhou. Isto afecta-o ao ponto de ele pensar “Será que mereço ser o Campeão?”. Este pensamento não é vocalizado, mas está presente.

Foi preciso o Charizard, apenas com um olhar, transmitir-lhe “Vamos dar o nosso melhor!” para o Leon largar este pensamento.

O meu conselho é simples: Acreditem em vocês.

É um conselho básico, sim, mas eficaz. Se vocês acreditarem em vós próprios, e souberem o vosso valor, até podem ter um ou outro pensamento assim, mas o Síndrome de Impostor não vos afeta, porque não tem como o fazer.

Espero que tenham gostado da análise ao primeiro episódio de Pokémon Evolutions.

Tenciono fazer análise a cada um dos episódios.

E fico-me por aqui, minha gente! Sempre que existirem novidades do mundo Pokémon, contem com o Poké Center Blog para vos informar.

Até à próxima!



Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.